A discussão sobre o impacto da tecnologia em alguns serviços prestados já chegou à consulta de protesto no cartório. E, ao que tudo indica, é um avanço que vai apenas progredir. Portanto, não há que se querer refrear. Pelo contrário. É melhor se habituar e seguir com ela. Até porque há toda uma geração, de advogados recém-formados, inclusive, muito habituada e confortável com todos os usos da tecnologia. Pessoas que não olham o passado, mas tem o olhar muito focado no futuro e suas infinitas possibilidades.

A tecnologia já tem transformado muitos dos conceitos básicos da estrutura econômica, financeira e jurídica. Ninguém usa mais a ligação telefônica para solicitar a entrega de uma refeição em casa. Nenhuma pessoa utiliza o caixa físico do banco para realizar transferências bancárias. Bem como os processos, em sua maioria, já são digitais. Nem o protesto de sentenças judiciais precisa ser feito pessoalmente pelo advogado se ele quiser poupar tempo. Tudo pode ser feito online.

A transformação digital tem feito os negócios tidos “tradicionais” se reinventar. Nesta busca, o caminho que parece ser o mais promisso é aquele em que a tecnologia é posta na condição de aliada. Como isso vale para qualquer área de atuação, inclui-se os cartórios e a consulta de protesto neste lugar a ser explorado.

Ou melhor, eles incluíram-se, ao perceber que em um mundo em que documentos tramitam em ambiente eletrônico, garantidos pela certificação digital, o volume de advogados e partes presentes no cartório para autenticação de assinaturas poderia reduzir drasticamente. O que oferecer no lugar disso? A resposta está a seguir!

O que se ganha com a consulta de protesto online

Um bom começo é pensar, buscar, encontrar, aplicar soluções tecnológicas que sejam eficientes e capazes de atuar sobre a otimização dos processos, sempre com o diferencial imprescindível de manutenção da segurança. Sem isso, não existe cartório com consulta de protesto que seja capaz de perseverar.

Embora pareçam impostas, as mudanças tecnológicas surgem naturalmente. Tudo o que é melhoria é solicitada pelas próprias pessoas. Seja de um jeito claro ou de uma forma mais introspectiva. É só perceber como as novidades são consumidas e cada pequeno conforto é valorizado. Dificilmente, existe um advogado que prefira ter de ir até outra cidade para apresentar um protesto de sentença quando o protesto pode ser feito online, do próprio escritório. A mesma pergunta é válida para a consulta de protesto virtual. O que requer uma outra resposta.

Além dos ganhos aos advogados e partes envolvidas, a transformação digital que alterou também a consulta de protesto representa uma redução de despesas para o cartório. Pois não é mais preciso alocar pessoas para atender ao público. Outras tarefas, de maior valor, podem ser desempenhadas por elas. Também há maior sustentabilidade, com o uso de menos papel. E esses são só os benefícios menores. Vários outros podem ser descobertos e aproveitados para realmente gerar transformação.

Usar tecnologia, apenas, não é fator de mudança. Alguns cartórios já perceberam isso e estão buscando meios para inovar e agregar realmente valor naquilo que oferecem aos clientes. Perceberam que são os desafios diários que precisam ser vencidos com soluções que realmente resolvam problemas. Dessa maneira é que as possíveis perdas causadas pelas recentes mudanças, como o uso do certificado digital, podem ser revertidas em lucratividade.

Por onde promover a mudança

Ter esse direcionamento é mais fácil quando os cartórios estão conscientes da necessidade e das vantagens de operar uma real transformação digital. Também quando estão dispostos a investir o que for necessário na promoção da transformação. E ainda quando preocupam-se em ter especialistas auxiliando na mudança.

Não é porque os cartórios estão associados ao Judiciário e, consequentemente, à área legal que não devem planejar, pensar e executar estratégias que colaborem para a renovação de sua atuação. Mesmo sendo o segmento fortemente regulado e livre de competição, os titulares de cartórios devem entender que esperar para ver o que acontece não é uma resolução que converge com o que a tecnologia tem promovido no mundo.

A transformação pode ser boa para todos os segmentos, até mesmo para os cartórios. Clientes querem e esperam por soluções rápidas. O cartório que entregar isso estará no advento. Ainda mais se o público conquistado for o que mais demonstra insatisfação na forma atual de obter algum serviço prestado. Por exemplo, a apresentação de protesto de sentenças judiciais. Por que o cartório fará o advogado ir até ele se há como permitir que todo o trâmite seja feito online. Para os advogados, a possibilidade de apresentar protestos online e não físicos pode representar uma grande vantagem.

Uma plataforma com a qual os cartórios podem intermediar esses serviços é o iProtesto.com. A plataforma atende à nova legislação, que positivou a certidão de teor da decisão judicial como título executivo. Por que não permitir ao advogado usufruir deste benefício de forma digital?

Comentários

iprotesto